Tuesday, January 1, 2013

Sophia de Mello Breyner Andresen




Sophia de Mello Breyner Andresen
créditos: Botelho

Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto em 6 de Novembro de 1919. Foi nessa cidade e na Praia da Granja que passou a sua infância e juventude. Frequentou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa, mas não chegou a terminar o curso. Morreu em Lisboa em 2004.

Foi mãe de cinco filhos que a motivaram a escrever contos infantis. Miguel de Sousa Tavares, escritor seguiu os passos da mãe e Pedro Sousa Tavares completou  o conto que sua avó deixou incompleto e foi recentemente publicado.

Obras poéticas:

Poesia (1944), Dia do Mar (1947), Coral, (1950), No Tempo Dividido, (1954), Mar Novo (1958), Livro Sexto (1962) Geografia (1967), Dual (1972), Nome das Coisas (1977), Musa (1994).

Obras narrativas:

O Cavaleiro da Dinamarca, Contos Exemplares, Histórias da Terra e do Mar, A Floresta, A Menina do Mar, O Rapaz de Bronze, A Fada Oriana, entre muitas outras.

Parte de sua obra literária encontra-se traduzida em França, Itália e nos Estados Unidos.




Sophia M.B. Andresen
créditos: autor não identificado

Em 1994 recebeu o Prémio Vida Literária, da Associação Portuguesa de Escritores e, no ano seguinte, o Prémio Petrarca, da Associação de Editores Italianos. 

O seu valor, como poetisa e figura da cultura portuguesa, foi também reconhecido através da atribuição do Prémio Camões, em 1999. 


Em 2001, foi distinguida com o Prémio Max Jacob de Poesia, num ano em que o prémio foi excepcionalmente alargado a poetas de língua estrangeira. 




A Menina do Mar
Sophia de Mello Breyner Andresen
https://www.fnac.pt/
"Em Setembro veio o equinócio. Vieram marés vivas, ventanias, nevoeiros, chuvas, temporais. As marés altas varriam a praia e subiam até à duna.

Certa noite, as ondas gritaram tanto, uivaram tanto, bateram e quebraram-se com tanta força na praia, que, no seu quarto caiado da casa branca, o rapazinho  esteve até altas horas sem dormir. As portadas das janelas batiam. 

As madeiras do chão estalavam como madeiras de mastros. Parecia que as ondas iam cercar a casa e que o mar ia devorar o Mundo. E o rapazito pensava que, lá fora, na escuridão da noite, se travava uma imensa batalha em que o mar, o céu e o vento se combatiam. Mas por fim, cansado de escutar, adormeceu embalado pelo temporal."

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Menina do Mar, 

Figueirinhas (excerto)


Os Ciganos 
Sophia Mello Breyner & Pedro Sousa Tavares
Ilustração: Danuta Wojciechowska
https://www.fnac.pt/
Os Ciganos teve início no fragmento de um conto de Sophia de Mello Breyner Andresen localizado no seu espólio na Primavera de 2009. O conto encontrava-se inacabado e Pedro Sousa Tavares, jornalista e neto da escritora, assumiu a responsabilidade de continuar a história.

Sinopse: "Ruy vive numa casa com demasiadas regras e muitas rotinas. Um dia, é surpreendido pelo rataplã de um tambor que o desafia a saltar o muro do jardim e a percorrer os campos ao encontro de um acampamento de ciganos. Com eles acaba por ficar e, inspirado pelo espírito indomado de Gela, descobre o prazer de sentir o chão debaixo dos pés, experimentando, enfim, a liberdade pela qual sempre suspirou." Uma história sobre o irresistível apelo da liberdade e sobre a descoberta do outro e suas diferenças.
 
Desde Outubro 2012 que a obra em prosa de Sophia M. Breyner Andresen está a ser publicada pela Porto Editora.
 
Para assinalar o 93º aniversário do nascimento da autora, vão ser publicados A Fada Oriana, A Menina do Mar e Quatro Contos Dispersos. 
 
Paralelamente, vai ser colocada on-line uma página dedicada à poetisa. 
O Colar, teatro
 Sophia M. Breyner
Ainda este ano chega às livrarias a peça O Colar, datada de 2001 (Figueirinhas), que faz parte do Plano Nacional de Leitura,6º ano.

Sinopse:

"A juventude é cheia de ignorância, de sonhos, de loucuras, e qualquer suspiro ou brisa a perturba. É cheia de paixões perigosas e de ilusões arrogantes. Estas são palavras do tutor da Vanina, a jovem veneziana que se alimenta dos próprios sonhos até ser despertada…"
O Colar é uma peça de teatro que tem como cenário a cidade de Veneza e apresenta a história da jovem Vanina, que se apaixona por Pietro, um fidalgo arruinado que ganha a vida a (en)cantar pelos canais da cidade. 

A partir do primeiro semestre de 2013, estão previstas novas edições de A Árvore.
A Floresta, O Rapaz de Bronze, As histórias da terra e do mar e Contos Exemplares


A primeira obra de Sophia publicada por esta editora, foi o conto inédito inacabado Os Ciganos, que o neto, Pedro Sousa Tavares, concluiu.


Inês Gil, 12 anos, 6C
Cláudia Carneiro, 11 anos 6C
 
13.06.2007

*Nota: Este post fez parte de um projecto de introdução das ITC no currículo de Língua Portuguesa com alunos de 6º ano e que levou à produção e publicação de um blogue (2006-2007). 

As actividades de produção de posts para esse blogue foram desenvolvidas em tempo lectivo. 

O blogue fez parte de um projecto de intercâmbio entre escolas europeias. 

Mais tarde, o blogue foi descontinuado. Recuperados alguns dos temas mais interessantes passarão a constar aqui.
 
actualizado em Janeiro 2013
Copyright © 2013G-Souto'sBlog, gsouto-digitalteacher.blogspot.com® 
Creative Commons License

No comments: